sábado, 31 de julho de 2010

O presidente e a perereca



Nessa última quinta-feira, em Porto Alegre, o presidente Lula voltou a comentar sobre os atrasos no cronograma de obras do PAC. O que nos interessa em nosso blog é que, ao comentar sobre um episódio, durante a duplicação da BR-101 no RS, no qual a construção de um túnel foi interrompida pela descoberta de uma espécie de perereca (na verdade um sapo) considerada “criticamente ameaçada” de extinção. Os comentários, mui edificantes referentes à conservação da biodiversidade no nosso país. Vejam só:

“Coloca-se o Brasil todo a serviço das pererecas. ... Nós sabemos da importância das pererecas, mas não pode parar o Brasil. ... Eu vou passar embaixo daquele túnel nem que eu tiver que me 'atarracar' com aquela perereca lá. Peça para a perereca sair de perto, porque eu vou vir meio nervoso".

Nunca antes na história desse país um governante atacou tão explícita, verborrágica, e, enfim, despudoradamente uma área da ciência como nosso presidente fez com a Biologia da Conservação.

E bom né, se o presidente do país me diz um troço desses, o que esperar da política de obras do governo? O pior é que pra entender a importância da conservação, não é necessário nem se ater aos aspectos não-utilitários da conservação. Já tá mais do que demonstrado que conservar a biodiversidade é economicamente estratégico para um país. Bem resumidamente, quanto mais degradação, mais alteração das condições de subsistência das comunidades que vivem na área, e mais dinheiro tem que ser destinado a essas comunidades e à recuperação das áreas.

Duro vai ser acompanhar no noticiário algum futuro discurso presidencial no exterior louvando a rica biodiversidade brasileira, blá, blá, blá. Ele só terá que explicar que a essa biodiversidade só é legal quando não atrapalha o PAC...
Na foto, o simpático Melanophyniscus macrogranulosus em vista dorsal (à direita), e ventral (à esquerda), onde se entende pelo menos parte de seu nome popular: “sapo narigudo de barriga vermelha, junto com seu mui amigo famoso.
PS: Fora que tanto descaso com o anuro é no mínimo uma falta de sensibilidade pra quem já foi chamado de sapo barbudo, vocês não acham?

9 comentários:

Alice disse...

Bom... a grande maioria das pessoas já não tá nem aí pra conservação por que pensam, por exemplo, "vou morrer antes da água potável acabar mesmo, então vou sim tomar um banho de 1 hora". Daí vem o PRESIDENTE do Brasil e larga uma pérola dessas... É complicado...

Carol disse...

"Peça para a perereca sair de perto, porque eu vou vir meio nervoso".
Noooooossa!! Medo desse presidente enlouquecido hein!!!??

Karla Yotoko disse...

Pra mim é um pouco duro ouvir falar tão mal assim do Lula... Acho que este tipo de reação dele é a mesma que qualquer um, fora do nosso ambiente acadêmico de evolucionistas-conservacionistas teria... Acho ainda que a culpa é nossa. Fazemos pouco para divulgar ciência, em especial aqui no Brasil. A maioria das pessoas não consegue compreender a importância da conservação, talvez porque aqueles que a compreendem estão fechados no laboratório para descobrir mais uma coisa linda de morrer, que vai ser publicada em inglês, para, na melhor das hipóteses, meia dúzia de gatos pingados pelo mundo lerem e ficarem maravilhados... Sinto muito, esse é o destino da maior parte da boa ciência que se faz neste país.

Nada contra publicações internacionais, muito pelo contrário, só acho que deveríamos nos preocupar um pouco mais em divulgar, em tentar fazer com que outras pessoas se apaixonem pelo que somos apaixonados. Se tivéssemos um pouco mais de zelo com a divulgação científica, aposto que mais gente veria esta beleza que é tão óbvia a nossos olhos.

Depois de revelar a beleza, talvez pudéssemos convencer o resto das pessoas da importância da conservação para o nosso futuro no planeta. Não tenho a menor dúvida que a conservação só fará prolongar a nossa existência na Terra. Se continuarmos no mesmo ritmo, sairemos de cena mais cedo, e o planeta vai poder respirar tranquilo, e, dentro de alguns milhões de anos, apagar todo o nosso vestígio...

Acredito que a prioridade é garantir qualidade de vida para a nossa geração e para as futuras. O negócio é convencer mais gente que esta qualidade de vida passa por conservar o pouco que nós deixamos sobreviver... Blablablabla... Isso tudo só pra defender o Lula e pra falar que eu queria fazer mais divulgação de ciência.

Nicolás disse...

Existe uma publicação financiada pelo próprio governo federal, organizada pelo Ministério do Meio Ambiente, e escrita em bom português chamada: "O livro vermelho das espécies ameaçadas de extinção". A linguagem é bastante acessível e não precisa ser da academia para entendê-lo. Aqui está:

http://www.mma.gov.br/sitio/index.php?ido=conteudo.monta&idEstrutura=179&idConteudo=8122&idMenu=8631

Me desculpem os puritanos, mas divulgação não é o problema. A atitude do presidente é o reflexo do senso comum da população brasileira. O problema é cultural e vem de casa. As escolas até levam o problema para discussão em sala de aula, mas ninguém consegue ver os efeitos da falta de zelo com a biodiversidade. Afinal, ninguém dá muita bola para o meio-ambiente em suas casas mesmo. Uma mudança de paradigma levará décadas. Só vejo a mudança acontecendo rapidamente por uma das seguintes maneiras: (1) destruir tudo (e aí ver a m...que vai dar) e depois lamentar pelo que perdemos, ou (2) mexer pesadamente (multas na casa de 7-10 dígitos) no bolso dos responsáveis. Mas como aqui é a república das bananas, nosso destino é a marmelada mesmo (e ainda por cima feita de Chuchu).

Rak disse...

Juntamento com a Dilma quando (equivocadamente) disse no COP que "o meio ambiente é sem dúvida nenhuma uma ameaça ao desenvolvimento sustentável, e isso significa que é uma ameaça pro futuro do nosso planeta...", formam uma dupla e tanto...

Nelson disse...

Hehe, sem problemas, Karla. Acho que o Lula tem seus méritos (e não são poucos) e se eu não achasse que divulgação é um caminho não teria montado o blog, embora tenho certeza que ele é mais lido por biólogos (culpa da minha própria divulgação, talvez). Mas é como tu e o Nico falaram (e é isso que dói) reflete o pensamento padrão de uma pessoa comum, só que (e é isso que me deixa indignado) ele não falou como um cidadão comum; ele falou como presidente do país, e, pior, debochando da produção técnica e científica nacional (não só) no que se refere à conservação! O Lula de improviso às vezes é fogo...

Paula Milano Hespanhol disse...

Justificar um comentário infeliz do nosso prezado presidente, realmente não cabe para nós brasileiros, que ao nos compararmos com norte-americanos, assumimos uma auto-crítica e noção de mundo arriscada nesses momentos. O nosso presidente mostra abertamente como funciona intelectualmente a "grande massa" da população do nosso país, porém, ele deve estar ciente de que faz parte da "nata intelectualmente importante" e que suas palavras são importantes ao ponto de formar opinião, uma vez que ele é autoridade e referência para nós. Sinto-me agredida e envergonhada por tê-lo como líder.

Karla Yotoko disse...

Beleza, eu não queria causar polêmica... Não tenho vergonha de ter o Lula como líder, apesar das pataquadas que ele diz em alguns momentos. No entanto, não me lembro de ter visto um governo melhor, pelo menos para as universidades brasileiras.
Talvez vocês não se lembrem, mas o FHC foi altamente nocivo para a universidade brasileira, não porque falava bobagem, mas porque tinha uma política de desmantelamento das universidades públicas.O pior é que ele mesmo estudou e trabalhou em universidades públicas, até hoje essa história não fecha direito na minha cabeça.

Não queria descambar para a política, inclusive acho que não é esse o fórum. Nelson, acho bárbara a iniciativa de criar um blog pra divulgar ciência, é disso que a gente precisa mesmo, e é disso que eu estava falando antes...

Paula Milano Hespanhol disse...

Minha opinião foi sobre o comentário do presidente em relação ao que nos interessa politicamente. Não estou fazendo comparações com outros governos, nem mesmo vendo quem é melhor ou menos maléfico que quem. Só abri minhas idéias.
Lógico que aqui os textos estão para discussão, mostrar idéias novas e evoluir uns com os outros. è por aqui que surgem dúvidas, que elas são sanadas, e que mudanças são pensadas.
Adorei, Nelson, os temas do teu blog, parabéns!!

Postar um comentário